O que é phishing e como se proteger de golpes na internet

O que é phishing e como se proteger de golpes na internet

O que é phishing e como se proteger de golpes na internet

Phishing são ameaças virtuais, também chamados de crimes cibernéticos, onde pessoas mal intencionadas aproveitam oportunidades para tirar proveito de outras pessoas na internet. No Brasil, a Lei dos Crimes Cibernéticos foi sancionada em 2012 para tratar de infrações relacionadas aos meios eletrônicos que inclui casos de phishing.

Não muito diferente do mundo real, no ambiente virtual existe muita prática criminosa. Provavelmente você já recebeu um email phishing. E se acha que não, você vai perceber isso ao longo do texto.

E por isso preparamos este artigo para aprofundar sobre o que é phishing, quais os tipos de phishing e como proteger seu negócio e seus usuários desse perigo online.

O que é Phishing?

O termo phishing foi escolhido devido à semelhança com outra palavra do vocabulário inglês, fishing, que significa pescar. Isso quer dizer a prática de “pescar” as informações e dados secretos dos usuários através de informações falsas ou dados não reais porém muito atrativos.

Assim como na pesca, a pessoa que pratica o phishing consegue estas informações através de uma isca lançada aos usuários para então obter as ações que precisam para aplicar os golpes.

Phishing é um crime virtual no qual pessoas comuns são contactadas através de email, telefone ou mensagens de texto (SMS) por uma outra pessoa ou empresa. O contato se faz de maneira genuína, para atrair e induzir o contactado a fornecer informações sigilosas dados bancários, cartão de crédito, senhas e outros informações confidenciais

Ao compartilhar estas informações, as pessoas têm sua conta e cartão violados, e podem ser vítimas de crimes de falsa identidade ou perder dinheiro através de transações financeiras indesejadas.

Como reconhecer phishing

Mas como saber se o contato que você está recebendo é de fato phishing?

Existem algumas questões que podem ser avaliadas antes de simplesmente entregar os seus dados para os criminosos mascarados de heróis, sem cair em uma armadilha.

  • Quando a esmola é demais…

Já dizia o ditado, “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. Quando você receber ofertas muito lucrativas sem precedentes ou declarações como “sua restituição de imposto de renda no valor de R$ 15 mil está liberada”, desconfie. São apenas iscas para atrair o seu clique em links maliciosos que vão roubar os seus dados.

  • Loteria premiada

Muitos enviam declarações de ganhadores de prêmios, viagens, smartphones e carros. Tudo vem de graça e muito fácil. Não clique. Campanhas e sorteios podem ser verificados diretamente nos sites dos anunciantes antes de ter uma ação errada, que é clicar e “cair na rede”.

  • Eles querem falar com você e querem agora

O senso de urgência é uma característica comum dos criminosos virtuais. Eles pedem que você aja rápido para criar o sentimento de urgência e, se você não fizer o que ele pediu naquele momento, você vai perder esta super chance da sua vida. Ignore estes emails.

  • Ameaças

Frases de efeito como “seu serviço será suspenso se…” ou “sua conta foi bloqueada, clique aqui para verificar” são abordagens comuns de phishing. Mais uma vez, verifique diretamente com a instituição referida, seja banco ou órgão governamental (os mais usados), antes de qualquer medida. Empresas sérias nunca dão prazos curtos e com esse tipo de abordagem aos clientes e usuários.

  • Links externos

Estes emails ou mensagens vêm acompanhados de links externos para que você clique e então abra as portas para a invasão. Um jeito de verificar a intenção deste link antes de clicar é passar o mouse em cima do link para ver a URL. Mas fique atento. Os criminosos registram domínios muito parecidos com o domínio original da empresa em que fingem ser.

Outra opção é clicar com o botão direito do mouse para copiar o link e colar no bloco de notas, assim pode ver para onde está sendo direcionado, embora alguns deles eles utilizam o encurtador de URL para mascarar o link original.

  • Arquivos maliciosos

Ao receber emails de desconhecidos, que já são por si só suspeitos, fique atento quanto aos anexos da mensagem. Extrato de conta, comprovante de depósito, multa ou até propostas de trabalho são gatilhos usados para induzir o usuário a clicar em links que contém vírus e roubam dados.

  • Remetente desconhecido

Se receber mensagens de remetentes que não conhece, suspeite. O mesmo vale para bancos, empresas grandes com quem não tem vínculo ou de personagens estrangeiros.

Como se proteger de ataques phishing

E diante de tantas maneiras de ser atacado virtualmente, como se proteger dos ataques phishing? Frequentemente a mídia informa os casos de golpes na internet a fim de alertar a população dos crimes e riscos.

Além de se manter informado e atento aos detalhes que abordamos anteriormente, no tópico Como reconhecer phishing, listamos mais algumas opções para te ajudar a não cair nessa onda.

  • Analise o email

Conclusão

Phishing é uma ameaça sem prazo para acabar. Pela simplicidade na divulgação, por parte dos criminosos, e porque ainda tem muitas pessoas na internet que não sabem desses ataques nem dos riscos que se submetem na vida online.

Para alguns pode ser óbvias as dicas como não clique em qualquer link ou suspeite de ofertas absurdas, mas a verdade é que estas são armadilhas que facilmente atingem as pessoas. Apesar de toda história da internet no Brasil e no Mundo, mais de 4 bilhões de pessoas no mundo ainda não têm acesso à internet. Ou seja, serão alvos fáceis dos golpistas virtuais.

Deixe uma resposta